Notícia

CONTROLADORIA

Controladoria Geral do Estado
Quarta, 24 Fevereiro 2021 12:49
Controle Social

Balanço: CGE registra mais de 7 mil manifestações na Ouvidoria Alagoas em 2020

Controladoria recebeu mais de 2.400 pedidos de acesso à informação e 270 mil acesso ao Portal da Transparência Graciliano Ramos

CGE disponibiliza serviços digitais para atendimento ao cidadão CGE disponibiliza serviços digitais para atendimento ao cidadão Felipe Brasil
Texto de Livia Leão

Em um ano de adaptações, novas estratégias e superações, a Controladoria-Geral do Estado (CGE) mudou a rotina das equipes e, com isso, alcançou resultados surpreendentes em 2020. Mesmo com o isolamento por conta da pandemia do novo coronavírus, o órgão seguiu com o atendimento ao cidadão nos sistemas da Ouvidoria (e-OUV) e do Serviço de Informação ao Cidadão (e-SIC).

"A pandemia exigiu uma nova forma de trabalhar. Precisamos vencer desafios diários e criar novas rotinas com os servidores atuando no teletrabalho, mas com foco e comprometimento por parte de toda equipe da CGE, alcançamos um resultado positivo", destaca a controladora-geral Maria Clara Bugarim.

O Portal da Transparência Graciliano Ramos, administrado pela Controladoria, por exemplo, atingiu mais de 270 mil acessos no ano passado. No enfrentamento ao novo coronavírus, a CGE criou novas consultas sobre os valores empenhados no combate à Covid-19, disponibilizando para a sociedade os gastos separados por órgãos contratantes e fornecedores, entre outros dados.      

Outra ferramenta de controle social disponibilizada pelo Governo do Estado e administrada pela CGE, a Ouvidoria contabilizou mais de 7 mil manifestações em 2020 e o Serviço de Informações ao Cidadão (SIC) registrou mais de 2.400.

"Mesmo durante o período da quarentena, quando foi decretado o teletralho e o isolamento mais rígido em Alagoas, a equipe da Controladoria seguiu atendendo ao cidadão através dos canais e-SIC, e-OUV, dos telefones funcionais e nas redes sociais, prezando pela transparência das ações realizadas pelo Governo do Estado", explica Maria Clara Bugarim.