Notícia

CONTROLADORIA

Controladoria Geral do Estado
Terça, 27 Novembro 2018 12:13
Prevenir e Combater

Controladoria-Geral do Estado apresenta projeto de Combate à Corrupção aos estudantes de Ciências Contábeis

Estudantes da Faculdade Estácio participaram de uma visita técnica para compreender as ações desenvolvidas pelo órgão

Controladoria recebe estudantes do curso de Ciências Contábeis da Estácio em ação alusiva ao Dia Internacional de Combate à Corrupção Controladoria recebe estudantes do curso de Ciências Contábeis da Estácio em ação alusiva ao Dia Internacional de Combate à Corrupção Igor Nascimento
Texto de Livia Leão

A Controladoria-Geral do Estado (CGE) deu início, nesta quarta-feira (21), a programação em alusão ao Dia Internacional de Combate à Corrupção, comemorado no dia 9 de dezembro. Na primeira ação do cronograma de 2018, os servidores receberam os estudantes do curso de Ciências Contábeis da Faculdade Estácio para uma visita técnica e uma apresentação das atividades realizadas no órgão.

A programação tem como principal objetivo difundir os projetos elaborados pela Controladoria para o efetivo combate à corrupção. Além disso, o objetivo da CGE é envolver a sociedade em um trabalho conjunto para que se multipliquem as discussões e as ações de prevenção.

Nesse sentido, o ponto de partida são os estudantes universitários. A controladora-geral do Estado, Maria Clara Bugarim, destaca que os futuros profissionais são os multiplicadores das ações de combate à corrupção. "As visitas técnicas aos órgãos são de fundamental importância para os alunos. É uma oportunidade para entender a realidade do serviço público, para adquirir o conhecimento técnico, que é primordial para a vida, e ampliar as experiências vividas em sala de aula", explicou.

Durante o encontro, os estudantes tiveram a oportunidade de conhecer detalhes da Campanha "Corrupção: O Jeito Certo É Dizer Não!". O projeto procura mostrar a sociedade que a corrupção está em pequenos atos do dia a dia e precisam ser evitadas. Entre os exemplos estão atitudes como não furar fila, não estacionar em locais proibidos, falsificar identidade ou carteirinha de estudante, furtar o sinal de TV a cabo ou de internet e subornar o agente de trânsito para evitar multas.

"A ideia é que os estudantes identifiquem os pequenos atos de corrupção nas atividades corriqueiras e, a partir de atitudes consideradas simples, mas corretas, transformem o comportamento", destacou Maria Clara Bugarim.

A controladora destacou ainda que para o efetivo combate à corrupção, a sociedade precisa conhecer e utilizar as ferramentas de controle social disponíveis, como os Portais da Transparência, o Serviço de Acesso à Informação e a Ouvidoria.

"O controle social é um dos importantes mecanismos de combate à corrupção. E a sociedade precisa ser parceira dos órgãos de controle nessa luta. A CGE trabalha para fomentar as ferramentas para que a sociedade tenha autonomia tanto na fiscalização dos recursos públicos quanto no acompanhamento dos gastos do governo, da conduta dos servidores e do trabalho realizado no serviço público", pontuou Maria Clara Bugarim.

Ao longo da do mês em alusão ao Dia Internacional de Combate à Corrupção, a Controladoria irá realizar palestras e debates disseminando os conceitos da campanha "Corrupção: O Jeito Certo É Dizer Não!".

Dia Internacional de Combate à Corrupção

A data foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) a partir da assinatura da Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção, ocorrida na cidade mexicana de Mérida, em 9 de dezembro de 2003, quando 110 países assinaram o documento, entre eles o Brasil.